ouvidoria@araxa.mg.gov.br (34) 3662-1802

Semana da Música é destaque com jovens talentos e grande público

O Teatro Municipal Maximiliano Rocha ficou cheio de talentos e de um grande público para prestigiar as apresentações da Semana da Música. Alunos, professores e grupos formados na Escola Municipal de Música Maestro Elias Porfírio de Azevedo trouxeram ao palco performances dos mais variados estilos. As apresentações aconteceram na última terça-feira (22) e quarta-feira (23).

O evento contou com apresentações de música de seresta, rock, blues, canções clássicas e instrumentais, MPB, chorinho, coral adulto e infantil e orquestra. Um pouco de tudo, para celebrar o Dia do Músico, comemorado em 22 de novembro. A presidente da Fundação Cultural Calmon Barreto (FCCB), Cynthia Verçosa, destaca a tradição do evento. 

“Foi lindo de ser ver. A Semana da Música é comemorada todos os anos em Araxá. Nas apresentações, fica perceptível a evolução que os alunos tiveram durante o ano, com o trabalho desenvolvido pela Escola Municipal de Música. Além disso, os professores também se apresentam junto a eles, promovendo uma grande interação e um espetáculo musical para todos os gostos”, ressalta.

Juventude em ConSerto

Na terça-feira, os alunos do projeto Juventude em ConSerto se apresentaram aos presentes. Desde abril, 120 estudantes de três escolas da cidade: Oratório Nossa Senhora Auxiliadora, Escola Municipal João Botelho e Escola Estadual Maria de Magalhães, uma vez por semana, aprendem a música por meio da iniciativa.

A aluna do Oratório Nossa Senhora Auxiliadora, Maria Fernanda Mota Martins, de 9 anos, relata a experiência de apresentar em um palco pela primeira vez. “Na hora, no início da apresentação, eu fiquei paralisada, deu um pouco de nervoso, mas depois eu fui me soltando e me acostumado. Eu gostei muito da experiência. Com certeza, eu vou continuar praticando música”, conta.

Para a secretária municipal de Educação, Zulma Moreira, quando a educação se une à cultura, ela consegue realizar grandes transformações na vida dos alunos. “Quando levamos música para dentro da escola, estimulamos muitos aspectos. Não só o aspecto de ritmo, do conhecimento e da memória, mas, principalmente, da afetividade. Foi fabuloso aquele momento em que foram colocadas as três escolas juntas no palco e os alunos cantaram sem fazer qualquer ensaio. A música aproximou. Foi mais emocionante ainda ver a reação da família vendo a apresentação das crianças. O ano que vem queremos continuar e ampliar essa parceria com a Fundação Cultural para que mais estudantes tenham essa oportunidade de aprender música”, destaca.