ouvidoria@araxa.mg.gov.br (34) 3662-1802

Centro de Referência da Cultura Negra é reinaugurado com memorial de 20 pessoas que marcaram a história de Araxá

Um espaço de valorização e promoção da história de pessoas que se confundem com a história de Araxá. Na manhã do último domingo (20), a Fundação Cultural Calmon Barreto (FCCB) reinaugurou o Centro de Referência da Cultura Negra com uma novidade: o Memorial da Cultura Negra, que traz a trajetória de 20 personalidades negras que deixaram legados importantes para o município, nas mais diferentes áreas. O espaço é o primeiro do gênero em Minas Gerais.

As famílias dos homenageados foram convidadas a participar do evento de inauguração. Olhares atentos e carregados de emoção aos expositores do memorial, traziam um sentimento de orgulho pela marca deixada pelo familiar. São profissões como professor, pedreiro, ferroviário, bordadeira, entre tantas outras.

A técnica em Segurança do Trabalho, Marinalva Marques Basílio, filha do carnavalesco Clomar Antônio Basílio, o ‘Seu Piruca’, figura destaque nos desfiles da Escola de Samba Cinderela, do bairro Alvorada, relatou o sentimento em ver a foto do pai no memorial, com um objeto que foi seu companheiro em boa parte da vida. O antigo rádio que Clomar ligava todas as manhãs está lá, junto à sua fotografia.

“Meu pai era uma pessoa muito ativa. Ele participou de muitas coisas importantes. Uma pessoa inesquecível não só para a família, mas para a cidade. Esse espaço é tudo o que a gente precisa, pois reúne tudo o que de melhor foi feito por essas pessoas aqui em Araxá”, avalia.

A presidente da FCCB, Cynthia Verçosa, ressalta que a partir de agora o Centro de Referência da Cultura Negra volta a fazer parte do circuito de museus da cidade.

“É um espaço de valorização e memória. São 20 famílias homenageadas, por meio de pessoas que tiveram papeis importantes na história de Araxá. O Centro de Referência também será palco de diversas oficinas e palestras voltadas à cultura negra. Um local de convivência, aberto a todos os araxaenses”, destaca.

Sobre o Centro de Referência da Cultura Negra

Inaugurado em maio de 2004, o Centro de Referência da Cultura Negra significou a culminância de um espaço apropriado para reunir todos os movimentos negros, como a Associação de Congo e Moçambique, Associação de Hip-Hop, Associação de Capoeira, Associação Carnavalesca e Associação de Religiões de Matrizes Africanas.

Oportunizou também a divulgação da cultura afro, com a realização de atividades e eventos, além da realização de cursos profissionalizantes.

O Centro de Referência está localizado na rua da Banheira, n° 173, no bairro Santa Rita. O memorial está aberto para visitação gratuita de terça a sexta-feira, das 8h às 18h; aos sábados, das 9h às 15h; e domingos e feriados, das 8h às 12h.