» Araxá/MG
 
home
SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO RURAL

 

 

“ A agricultura é a maior fonte geradora de riquezas.
Ela atrai indústrias e estimula o comércio.”
Ten. Expedito Ferreira dos Santos (Araguari)

Agropecuária

 A pecuária está presente na economia de Araxá desde o seu povoamento, sendo conhecida nacionalmente pela qualidade de seu rebanho bovino. Sua bacia leiteira produz 300.000 litros/dia, dos quais uma parte é destinada para produção, artesanal e industrial, do melhor queijo de Minas. A suinocultura e a avicultura são atividades em expansão, em parceria com granjas da região.

A agricultura se destaca pela produção do café do cerrado, além da batata inglesa, feijão, mandioca, milho, soja, maracujá, horticultura e fruticultura. A agroindústria é um dos pontos fortes do município, tendo na produção de doces, laticínios e cachaça de qualidade a sua maior destinação.

Araxá possui uma das mais modernas estufas hidropônicas do mundo, com uma área de 10.000 m2.

O agronegócio com seu potencial vêm se destacando entre as atividades de maior impacto para o desenvolvimento do país.

A micro Região de Araxá-MG, atua nas atividades da produção rural tanto na área industrial como artesanal, sendo esta última diversificada relativamente a produtos tradicionais como: Rapadura, cachaça, queijo, doces, produtos farináceos, artesanato. Como produtos que se destacam para o crescimento do município estão o café, leite, floresta plantada, batata, milho, cana de açúcar, hortaliças, carnes (bovina, suína e aves), que dentre outros, contribui como fonte de riqueza e oportunidades para a promoção de vida da população.

O município possui 1.242 propriedades rurais, ocupando uma área de aproximadamente 133.613,32 há, envolvendo Pivô, Campo Rupestre, Reflorestamento, Campos d`água, Agricultura, Mata, Pastagem, Cerrado e Campo Limpo.

 Estrutura Fundiária

 

ESCALA (ha)

Nº PROPRIEDADES

ÁREA TOTAL (ha)

%

0 a 100

867

28.337,50337

69,80

100 a 500

330

71.298,4701

26,57

500 a 1000

38

25.187,6996

3,059

+ 1000

7

8.789,6480

0,563

TOTAL

1.242

133.613,32

100%

Fonte: INCRA/ARAXÁ-MG/07-2010

 

Nos últimos anos houve um aumento significativo no número de propriedades rurais em Araxá sendo que este se deve ao desmembramento das propriedades em função de partilhas de heranças e vendas de frações menores.

Como 69,80% das propriedades têm hoje área menor que 100 há; ha uma necessidade eminente programas e ações de apoio ao pequeno produtor, com assistência técnica, qualificação, equipamentos e incrementos de atividades para diversificação da produção, deixando de ser apenas um monocultor.

As culturas são diversificadas, com predominância da cultura de milho que ocupa uma área de aproximadamente 5.500 há.

Os plantios de soja e batata tiveram um crescimento significativo na região. Produtores paulista migram para a região devido às condições climática e topográficas propicias a estes tipos de lavouras.

A bovinocultura, com um rebanho misto, direcionado mais para a produção de leite, é a principal atividade do município, explorada em quase 100% das propriedades.

Com um rebanho em torno de 75.000 cabeças, ocupa uma área de pastagens em torno de 53.933 há. A atividade se desenvolve com uma tecnologia considerada regular.

A administração Municipal vem se desempenhando para trazer aos produtores rurais da região novos produtos que venham a contribuir para a melhor utilização de suas propriedades, agregando valores ao trabalho do homem no meio rural.

Para estas ações, a Administração Municipal através da Secretaria de Desenvolvimento Rural, está atuando em parcerias com a recém implantada Fazenda da EPAMIG, com o IMA, a EMATER, o IEF e a AMPLA, oferecendo programas, mudas, insumos e assistência técnica como é o caso de:

 

- Cinturão Verde - Beneficiando 24 famílias com a implementação de cultivo de hortaliças para o abastecimento do mercado local e a inclusão das famílias no meio social, proporcionando a melhoria da qualidade de vida através de renda para a sua subsistência. O município identifica e arrenda a área a ser cultivada, implanta um sistema de irrigação, prepara e treina as pessoas para o trabalho nas hortas, fornece todo o ferramental, insumos e sementes, providencia o transporte para os trabalhadores e para a produção, fornecendo ainda uma bonificação financeira de um salário mínimo a cada beneficiado nos quatro primeiros meses da implantação das hortas. Após o período de implantação, o município estimula e incrementa a formação de uma associação onde os produtores estarão aptos a participar de programas para a comercialização de seus produtos.

- Estradas vicinais e de acessos – Através de uma equipe treinada e qualificada, da recuperação das maquinas do Município, a administração está providenciando a restauração da malha viária vicinal, com o alargamento das estradas, retirada das águas de chuvas do leito e o cascalhamento de trechos considerados críticos. Estes serviços tiveram inicio no trevo da CBMM até a região do Morro da Mesa e Argenita, voltando pela estrada do mourão Rachado até o bairro Santo Antonio. Juntamente com os trabalhos nas estradas, serão atendidas as necessidades dos produtores rurais como a melhoria dos acessos, cascalhamento de currais, recuperação de represas e etc..

- Fazenda Experimental da EPAMIG – Com a cessão de 130,93 ka. da fazenda Córrego Feio, de propriedade do Município, para a EPAMIG, está em desenvolvimento programas como o plantio de Oliveiras(azeitonas), de Maracujá, de Mandioca para a industria, o melhoramento genético de gado para a produção de leite, a implantação de uma unidade de Laticínios para atuar como Centro de Formação de Produtores da região, buscando a sua qualificação para o mercado. Serão disponibilizados ainda pesquisadores nas diversas áreas de produção agrícola, visando o apoio aos produtores rurais da região.

- Pequeno Jardineiro – Criado com o objetivo de preparar e profissionalizar menores, além de fornecer mudas para os projetos da administração e a urbanização da cidade, já atendeu cerca de 300 jovens. Como o projeto não ocupa área própria, a Administração Municipal destinou uma área de aproximadamente 65.600m² localizada no bairro Novo São Geraldo, onde além de abrigar as instalações definitivas projeto Pequeno Jardineiro, também será implantado um Parque Ecológico. Este servirá para o desenvolvimento de mudas, projetos de educação e conservação ambiental bem como para visitação dos cidadãos e turistas.

 - Programa Queijo Minas Artesanal Araxá – Desenvolvido na micro região de Araxá, a qual contempla 10 municípios, realiza o trabalho de assistência técnica e extensão rural, orientando, mobilizando, articulando, propondo e acompanhando as adequações necessárias, a higienização e a sanitização das instalações, a sanidade do rebanho, o uso de EPI’s, o tratamento da água, e o destino dos efluentes e resíduos. Promove cursos e a capacitação dos produtores em boas práticas de fabricação, controle seletivo do lixo, o transporte, embalagem, rotulagem e a comercialização dos produtos em parceria com o IMA e EMATER.

- Programa Luz Para Todos – Atuando junto á CEMIG e em parceria com a EMATER, busca a concretização do programa e a agilização para o atendimento as famílias cadastradas. 

 Administração Municipal através da Secretaria de Desenvolvimento Rural esta recebendo inscrições de produtores rurais domiciliados em Araxá/MG, devendo os interessados procurar a Secretaria, munidos de documentos de identidade, título de propriedade rural, cartão de produtor e comprovante de residencial atualizado.

 

I – PAVIMENTAÇÃO DE TERREIROS DE CAFÉ

 

Objetivo: Promover a melhoria na qualidade de cafés colhidos na região trazendo uma maior rentabilidade à agricultura familiar.

Ao Município cabe preparar o terreno com a terraplanagem e compactação do solo, aquisição da emulsão asfáltica, pó de brita, areia média e cimento, bem com o transporte até a propriedade.

Fornecendo ainda suporte técnico do quadro de funcionários, e da EMATER com o acompanhamento na execução dos serviços.

Produtor: Efetuar o pagamento de 50% dos valores dos materiais e fornecimento da mão de obra para a execução da pavimentação.

 

II – APLICAÇÃO DE CALCÁRIO E GESSO

Objetivo: Promover a melhoria do solo para o plantio nas propriedades rurais, serão atendidos propriedades com no maximo 200 hectares, limitado a aplicação em 20% da área.

Cabe ao Município elaborar convênio com empresas para obter redução de custos nas analise de solos. Fornecer suporte técnico do quadro de funcionários e da EMATER, Logística para a identificação de empresas com menores preços para o frete e a aquisição dos produtos e, o reembolso do frete, para propriedade de:

De 1 a 50 hectares reembolso de 100% do valor do frete;

De 51 a 100 hectares reembolso de 51,42 % do valor do frete;

De 101 a 150 hectares de 34,90 % do valor do frete;

De 151 a 200 hectares de 25,71 % do valor do frete.

Produtor: Providenciar a análise do solo através da empresa conveniada, efetuar o pagamento dos produtos e fretes ás empresas fornecedoras.

 

III – PROJETO MARACUJÁ

 

 Objetivo: Promover a inclusão social e geração de renda para os produtores rurais.

Cabe ao Município executar a gradeação da área a ser cultivada e o fornecimento de mudas para o plantio de uma área de no maximo 1 (um) hectare o que corresponde á aproximadamente 700 mudas.

Fornecer suporte técnico do quadro de funcionários, do IMA, EMATER,  AMPLA, EPAMIG  e,o acompanhamento na preparação do solo, no plantio, manutenção da lavoura, na colheita e comercialização dos frutos.

Produtor: Providenciar a construção dos estaleiros e a manutenção da lavoura com aplicação de adubos e defensivos agrícolas e,  serão beneficiados 100 produtores de Araxá e 100 produtores da região. 

 

 IV – PLANTIO DE EUCALIPTO

Objetivo: Proporcionar aos produtores rurais a melhoria de renda e a obtenção de materiais para utilização na propriedade preservando as matas nativas, evitando o desmatamento.

Cabe ao Município o fornecimento de mudas para o plantio de uma área de no maximo 1,3 (um) hectare o que corresponde á aproximadamente 2000 mudas.

Fornecer suporte técnico do quadro de funcionários, do IEF e da EMATER,  e acompanhamento na preparação do solo, no plantio, manutenção da lavoura, no licenciamento, no corte, e a comercialização da madeira.

Produtor: Providenciar o preparo do solo, plantio, manutenção e combate de formigas

 

 

V – CULTIVO DA MANDIOCA

 

 Objetivo: Promover a inclusão social e geração de renda para os produtores rurais.

Cabe ao Município executar a gradeação da área a ser cultivada e o fornecimento de ramas para o plantio de uma área de no maximo 1 (um) hectare.

Fornecer suporte técnico do quadro de funcionários, do IMA, EMATER, AMPLA, EPAMIG e acompanhamento na preparação do solo, no plantio, manutenção da lavoura, na colheita e comercialização da safra.

Produtor: Providenciar o plantio e a manutenção da lavoura com aplicação de adubos e defensivos agrícolas e, serão beneficiados 100 produtores de Araxá e 100 produtores da região. 

 

A proposta da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural, pode-se dizer, está resumida na frase do Ten. Expedito: desenvolver e implantar programas voltados para a Zona Rural, preferivelmente, para fortalecer a agricultura, atrair e manter o homem no campo, mas com cidadania, ou seja, com moradia, emprego, renda, saúde, educação, lazer e com a infraestrutura e assistência necessárias.

O resultado será a inclusão social sustentável, com a riqueza que ela traz, não só no sentido de renda, mas, principalmente, riqueza de autoestima, bem estar, associativismo, cooperativismo e produtividade.

A renda maior possibilitará a criação de agroindústrias para agregar valores à produção primária, incentivando o agricultor a comercializar os produtos industrializados, com lucros mais atraentes que, de outra forma, ficam nas mãos dos atravessadores, restando para o agricultor familiar a minguada margem da venda de uma suada safra ou colheita, expostas às variações climáticas e às oscilações do mercado.

 

Área do Município e Área Rural

O município de Araxá, com área total de 1.166,96 km², equipara-se aos 84% dos municípios mineiros em extensão territorial, sendo sua área considerada como mediana.

Nos termos da Lei 4292/2003 - Lei de Uso e Ocupação Solo, área de 1.166,96 km² do município de Araxá está assim distribuída:

• Área Urbana com 211,95 km²
• Área Rural: com 955,01 km² (desta área rural 148 km² são considerados como Área de Preservação Especial por força do Decreto Estadual 29.586 de 08/jun/89).

O município apresenta grande área disponível para a agricultura e pecuária, com grande potencial gerador de renda e trabalho

Estrutura Fundiária do Município de Araxá

POPULAÇÃO URBANA: 98,4%
POPULAÇÃO RURAL: 1,6%

Organograma

  • Departamento Administrativo e Departamento de Projeto: estão envolvidos 12 funcionários com Veterinário, Bióloga, Técnicos Agrícolas, Engenheiros Agrônomos, Técnica em Assistência Social e Administradores.
  • Departamento de Estradas Vicinais: estão envolvidos 46 funcionários com 1 Chefe de Setor e 1 Supervisor.
  • Setor de Metereologia vinculado a Secretaria com 3 funcionários.
  • Total de 63 funcionários.

“ Se queremos progredir,não devemos repetir a história,
mas fazer uma história nova.” GANDHI

Projetos

Calcário : Tem por objetivo subsidiar o frete para disponibilizar o calcário nas propriedades rurais localizadas dentro do Município, de 200 ha. no máximo, ficando a quantidade limitada a uma área cultivada de no máximo 20% da área da propriedade e de acordo com a necessidade indicada pela análise do solo. Ele pretende beneficiar 200 produtores rurais (pequenos, médios e hortifrutigranjeiros) e uma área total aproximada de 2.500 ha. O impacto será econômico, social e ambiental.

Maracujá: Para 2009, este prevê a doação de mudas (740) para um ha. beneficiando até 100produtores interessados, com propriedades, preferencialmente, dentro do Município. Para os produtores que não tenham os equipamentos, o preparo do solo será executado pela SMDR. O projeto é uma opção de diversificação das atividades, aumentando a renda e gerando empregos.

Limpando & Produzindo: Implantado em 70 hortas urbanas - 106 lotes (os proprietários dos lotes recebem isenção de IPTU), o projeto tem cunho social por beneficiar aproximadamente 300 pessoas entre aposentados e pessoas carentes com mudas de hortaliças, adubos, ferramentas, primeiro preparo de solo, água e assistência técnica e por ter como contrapartida doação de 10% da produção a entidades sociais indicadas pela Secretaria de Desenvolvimento Humano; e ambiental por manter os lotes limpos e livres de animais peçonhentos.

Territórios da Cidadania: É um programa do Ministério do Desenvolvimento Agrário que visa manter o homem no campo, proporcionado o crescimento em todas as suas dimensões (econômica, sociocultural, politicoinstitucional e ambiental) para a conquista e o exercício da Cidadania. O programa exige a mobilização de todas as instituições e grupos sociais. Para 2009 o MDA aumentou o número de territórios atendidos de 60 para 120 e realizará neles 180 ações, disponibilizando verbas de R$ 23,5 bilhões, com o envolvimento de 22 ministérios. A SMDR pretende, na próxima reunião da AMPLA, apresentar o programa aos Prefeitos, com a presença do Consultor do MDA da região e EMATER, para, em seguida viabilizar a inclusão do território nas ações do MDA para 2010/2011.

Cinturão Verde: Com o objetivo de tornar o Município autosuficiente em hortaliças, o projeto pretende obter a inclusão social de 100 pais de família, através de sua capacitação, ajuda de custo (reembolsável), doação de mudas, insumos, transporte e ferramentas, disponibilização de áreas com infraestrutura e sistema de irrigação (reembolsável). Os horticultores participantes do Projeto deverão seguir cronograma de plantio e produção programada elaborados pela SMDR e EMATER. Um Termo de Compromisso estabelecendo as regras para o bom andamento do projeto será assinado com a Prefeitura.
.

Caminhos de Minas – RURALMINAS: Trata-se de um levantamento feito pela RURALMINAS em 2007 para recuperar/fazer cinco trechos de estradas vicinais, totalizando 88 km, a um custo de R$3.675.911,58. Atualmente o Governo do Estado não tem verbas para o programa Caminhos de Minas e, portanto, no caso de execução das obras com máquinas e equipamentos da RURALMINAS, os serviços deveriam ser pagos por hora-máquina. A SMDR está atualizando o projeto par apresentá-lo a um deputado estadual para tentar, através de emenda ao orçamento, conseguir verbas a fundo perdido.

EPAMIG – Unidade Experimental: Trata-se de um projeto para a instalação de uma unidade no Distrito de Itaipu de Araxá, na Fazenda Boa Vista, atualmente em Comodato para a Associação Comunitária de Itaipu. A continuação do projeto depende da decisão com relação à área que vai ser utilizada: se a fazenda toda ou parte somente. Disto também depende se vai ser implantada uma Fazenda Experimental ou um Núcleo Experimental e a que setor da agricultura vai ser voltado.

Renascer: O projeto propõe-se a recuperar 100% das nascentes e reservas legais do Município, através da doação de mudas nativas aos proprietários. As mudas estão sendo produzidas na Fazendinha do Senhor Jesus em parceria com a CBMM e são requisitadas pelos interessados na SMDR.

Eucalipto e Nativas: Através da doação de mudas de eucalipto e nativas, viabilizar a revegetação nativa e extrativa. As mudas serão produzidas no Viveiro Municipal em parceria com o Presídio. Para 2009 está prevista a produção de 800.000 mudas de eucalipto e 100.000 de nativas.

Luz Para Todos: A finalidade é levar a eletrificação a todas as propriedades rurais. O levantamento está sendo iniciado pela SMDR. À EMATER cabe fazer o cadastramento e enquadramento dos produtores para a CEMIG executar os serviços. Está prevista a instalação de 52 unidades em 2009, a partir do 2° semestre.

CMDRS:   Foi criado o Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável para assegurar a efetiva e legítima participação das comunidades rurais na discussão e elaboração do Plano Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável, através da criação do Fundo Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável, objetivando captar, repassar e aplicar recursos destinados ao desenvolvimento rural.

Reestruturação das Associações Comunitárias Rurais: O projeto propõe-se a regularizar, junto aos órgãos competentes, toda a documentação necessária para uma associação poder reivindicar verbas e fazer convênios com instituições e entidades federais, estaduais e municipais, como o PRONAF/CONAB, para atender as reivindicações dos associados.

Patrulha Mecanizada: Viabilizar o acesso às escolas rurais, o escoamento da produção, transporte de pessoas e o fomento ao turismo rural são os objetivos deste projeto, com uma patrulha mecanizada para cada um dos quatro setores do Município, destinadas à manutenção das estradas vicinais e outros serviços de apoio ao homem do campo. Até o momento, os seguintes serviços foram executados:

• Reforma de 192,20 km de estradas vicinais primárias, faltando 85,20 km;
• Reforma de 6 pontes;
• Reforma de 12 terreiros de café;
• Abertura de 1 estrada nova de 4 km;
• Reforma de 3 silos trincheira;
• Realização de 3 terraplenagens (ex.: Água Araxá);
• Construção de 10 mata burros
• Abertura de 5 silos trincheira novos;
• Atendimento a 81 produtores com patrolamento, cascalhamento, aterro de currais, reforma de barragens e limpeza de bolsões;
• Levantamento de todas as pontes e mata burros do Município, com fotos digitais, coordenadas geográficas (GPS) e memorial descritivo;
• Serviços diversos prestados em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano, como retirada de entulhos, auxílio na coleta do lixo e recolhimento de pneus para o Setor de Zoonoses;
• Apoio ao Pequeno Jardineiro em produção de mudas nativas e ornamentais.

Granja– Frango de Corte : O Projeto, que tem por objetivo transformar Araxá em um dos maiores e melhores pólos agroindustriais do país, compreende:

  • Implantação de um total de 100 granjas, incluindo as 18 em funcionamento, e constituição da Cooperativa dos Avicultores;
  • Construção de uma fábrica de ração;
  • Construção de silos para armazenagem;
  • Construção de um abatedouro;
  • Comercialização.

As inscrições dos interessados nas granjas estão abertas, sendo que, até o momento, 12 se inscreveram. Foi efetuada reunião com produtores de soja para uma possível parceria na fábrica de ração e participação efetiva no projeto.

Cultivo de  Arroz: Após a visita técnica ao IRGA – Instituto Rio Grandense do Arroz, o projeto está em fase de pesquisas e contatos com EMBRAPA-GO, que desenvolveu técnicas e cultivares próprios para nossa região. Proprietários de áreas adequadas estão sendo contatados para despertar neles o interesse pelo projeto.

 

  

Conservador de Águas:  Visa a proteção dos recursos hídricos e os mananciais que abastecem a cidade de Araxá, para disponibilizar maior quantidade de água e de melhor qualidade. Ele introduz o conceito de Pagamento por Serviços Ambientais: Prefeitura e parceiros  compensam financeiramente proprietários rurais que aderem ao projeto e que se comprometem a manter a sustentabilidade socioambiental das práticas implantadas. Já foi enviado ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento um projeto para captação de R$ 270.000,00, verba que provem do FNMA-Fundo Nacional do Meio Ambiente.

Projeto Fruticultura:   Este projeto também visa a diversificação das atividades, com geração de renda e empregos, através do plantio de 10 hectares cada de uva, figo, pêssego e goiaba, sendo ½ hectare por produtor, para consumo da população e para as indústrias de doces e sucos.  A Prefeitura disponibilizará as mudas, o preparo do solo e assistência técnica. A assistência técnica será dada pelos técnicos da Secretaria e da EMATER e haverá o aproveitamento da tecnologia que será trazida pela EPAMIG com a implantação da Fazenda Experimental de Araxá. Está também previsto um projeto para o plantio de 50 hectares de mandioca para industrialização.

Projeto Queijo Minas Artesanal Araxá:   O projeto se propõe articular, em parceria com a EMATER, a inclusão do Modo Artesanal de Fazer Queijo Minas na Região de Araxá no Livro de Registro dos Saberes, como Patrimônio Cultural do Brasil, através do IPHAN-Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Está prevista também a construção em Araxá, em terreno a ser doado pela Prefeitura, do Centro de Excelência do Queijo, para padronização, armazenamento e comercialização do queijo produzido na Região.

Fundação Rotary:      Foi enviado para análise e aprovação pela Fundação Rotary International um projeto para 2 raspadeiras agrícolas (scrapers)e outros implementos, no valor de US$ 38.222,20. A contrapartida da Prefeitura é de 1/3 do valor, sendo o restante disponibilizado pela Fundação Rotary. Outro projeto no valor de US$ 120.000,00 será enviado até o final de março de 2010.

Prefeitura Municipal de Araxá
Rua Presidente Olegário Maciel, 284 - Centro - CEP 38.180-000 - Fone (34) 3691-7000 - Araxá/MG
Desenvolvido por Instale - Tecnologia da Informação e PixWeb Designer
Copyright© 2014 Instale - Todos os direitos reservados.